Você já ouviu falar sobre o TTIP?

Este pode ser um dos maiores acordos econômicos que esteve prestes a entrar em vigor nos últimos anos, mas você já sabe o que é?

A sigla que em inglês quer dizer Transatlantic Trade and Investment Partnership, no que traduzido para o português significa Comércio Transatlântico e Parceria de Investimento, e agora já é algo familiar?

Falando de maneira curta e breve, o TTIP é basicamente um acordo para realização de negócios entre a União Europa e Estados Unidos proposto em 2013. Através de acordos internos ambas as partes receberiam benefícios para relações econômicas e também alguns acordos políticos entre ambas as partes, facilitando assim o comércio entre os territórios.

Infelizmente (ou felizmente) o projeto TTIP nunca entrou em vigor, e agora vamos a descobrir o porquê:

Propostas do projeto

Dentro dos principais benefícios que os cidadãos e o estado iriam ganhar seriam a redução de custo de alguns produtos físicos e também eletrônicos, já que os impostos de negociação seriam reduzidos para a agricultura, indústria, produtos de consumo e até mesmo programas de computador, como transmissão de vídeo, etc. Através destes auxílios, estimava-se um impulso considerável na produção e melhoria de economia, além da geração de novos empregos ligados às economias de agricultura, IT, e empresas relacionadas a itens de bem comum.

Já relacionados às controvérsias de aprovação, os cidadãos europeus temiam a respeito da redução da qualidade dos alimentos, já que nos Estados Unidos as regras de cuidado com a agricultura são muito menos restritas. Foi-se acusado que muitas negociações foram realizadas em segredo, por isso havia riscos de desvios da lei.

O projeto TTIP já havido sido proposto

No ano de 2013 foi-se lançada a proposta da realização do acordo TTIP, no entanto em 2016 a proposta foi retirada do processo de andamento, pois não havia existido um acordo entre a União Europeia e os Estados Unidos.

A proposta inicial apresentava uma melhoria econômica tanto para os países da Europa como para os Estados Unidos. No entanto, existiram diversos problemas que foram relatados no que ocasionou a revogação deste acordo, entre elas: foi-se estimado que apenas as grandes corporações lucrariam com este acordo, além de que o acordo removia alguns dos padrões de controle de qualidade entre ambas as partes. 

A população europeia não contente com isso, imaginou que seria possível que a qualidade dos produtos locais fossem reduzidas, devido a venda de novos produtos dos Estados Unidos de baixa qualidade, assim como foi acusado que o projeto não oferecia transparência entre as negociações e poderia ser mais uma forma de corrupção.

A proposta entrará em vigor novamente?

Por enquanto não. A proposta havia sido removida pois não se chegou a nenhum acordo entre a União Europeia e Estados Unidos e agora, mesmo caso seja desejado realizar a proposta novamente, desde que a Inglaterra saiu da União Europeia em janeiro de 2020, teria de ser feito um documento todo novamente.

Em abril de 2019 o Conselho Europeu verificou novamente o caso e confirmou efetivamente que a proposta de TTIP enviada no ano de 2013 está completamente inválida e qualquer proposta nova teria de existir um novo projeto começando do zero.

E você, o que acha sobre o projeto TTIP? Caso entrasse em vigor, você estaria a favor ou contra?