No dia 11 de Fevereiro, a TROCA – Plataforma por um Comércio Internacional Justo *, participou no 3º Encontro Nacional pela Justiça Climática, que teve lugar na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Em representação da Plataforma, Pascal Subra, apresentou na sessão: “MIC – o obstáculo mais insidioso à Justiça Climática”, uma retrospectiva dos tratados de livre comércio (CETA TTIP, TISA JFTA…) e dos sistemas de litígios que os integram, como o ISDS e o mais recente ICS. Deteve-se na explicação do novo foco da TROCA, o MIC, Tribunal Multilateral de Investimento. Informou que a par dos tratados de livre comércio e investimento, a UE negoceia o MIC, que tem, entre outros objectivos, viabilizar e legitimar a usurpação dos recursos naturais dos países que o assinarem. Revelou, ainda, que o MIC surge como uma forma de contornar a mobilização dos cidadãos e garantir um sistema de justiça paralela para as multinacionais sem ter de implementar os esquemas de protecção do investimento país a país, afastando assim a necessidade de ratificação dos tratados pelas instâncias democráticas dos Estados-Membros.

No final da sua intervenção, aberto o debate, este alongou-se para além da hora prevista dado o interesse e a curiosidade dos presentes pelo tema e a pertinência das questões que foram surgindo e sendo respondidas, de acordo com o conhecimento e informação que a própria Plataforma vai recebendo, debatendo e partilhando em fórum europeu de cidadãos e activistas.